Eu li: A hora da estrela, de Clarice Lispector

by - 14:00

Olá!!!
Já estava juntando "teias de aranha" ali na sessão "Livro de cabeceira" né, haha! Apesar de ser um livro pequeno, parei de ler por falta de tempo mesmo. Agora estou aqui para indicar a leitura dele.
A Hora da Estrela é um livro que marca a despedida de Clarice Lispector,pois foi lançado pouco antes de sua morte, em 1977.


"A obra conta os momentos de criação do escritor Rodrigo S. M. (a própria Clarice) narrando a história de Macabéa, uma alagoana órfã, virgem e solitária, criada por uma tia tirana, que a leva para o Rio de Janeiro, onde trabalha como datilógrafa.
É pelos olhos do narrador e através de seu domínio da palavra que a existência e a essência são expostas como interrogações. Tal presença masculina retrata um universo de fragmentos, onde o ser humano não é respeitado, mas desacreditado nessa reconstrução de uma realidade mutilada.
Em A hora da estrela Clarice escreve sabendo que a morte está próxima e põe um pouco de si nas personagens Rodrigo e Macabéa. Ele, um escritor à espera da morte; ela, uma solitária que gosta de ouvir a Rádio Relógio e que passou a infância no Nordeste, como Clarice.
A despedida de Clarice é uma obra instigante e inovadora. Como diz o personagem Rodrigo,estou escrevendo na hora mesma em que sou lido. É Clarice contando uma história e, ao mesmo tempo, revelando ao leitor seu processo de criação e sua angústia diante da vida e da morte." 
www.passeiweb.com
Minha simples opinião:
Para mim, mais importante que a personagem central da história, Macabéa, é o narrador, pois sem ele a história poderia se resumir em no máximo duas páginas, já que se trata do simples cotidiano(e vida) sem graça da jovem nordestina. A integração do narrador é daquele tipo que prende o leitor até o fim da história, nem tanto pelo enredo, mas pela maneira como ele se expressa, tão próximo ao leitor, com suas infinitas dúvidas.
Uma colega, a qual emprestei o livro, me perguntou se é legal, respondi: "Para o senso comum a história é sem graça, triste. Para o senso crítico, é legal, porque trata de aspectos da realidade e tem um contexto social."


E pesquisando a respeito, descobri que tem um filme (bem antigo) sobre o livro. 




Não sei se essa obra está na lista de livros de algum vestibular em 2011, mas encontrei esse SITE de vestibular, onde tem um resumo, com uma ótima análise.
E ainda tem o site Clarice Lispector, com muitas informações sobre a escritora e suas obras.


"Como começar pelo início, se as coisas acontecem antes de acontecer?" Pag.11


"Pensar é um ato. Sentir é um fato." Pag.11


"Quem vive sabe, mesmo sem saber que sabe."Pag.12


"E tinha um luxo, além de uma vez por mês ir ao cinema: pintava de vermelho grosseiramente escarlate as unhas das mãos." Pag.36


Beijos!

You May Also Like

3 comentários

  1. A frase "E tinha um luxo, além de uma vez por mês ir ao cinema: pintava de vermelho grosseiramente escarlate as unhas das mãos." já virou parte do meu perfil do orkut rs

    ResponderExcluir
  2. Tive que ler esse livro pro vestibular!!!

    Passa lá:
    http://alexismake.blogspot.com

    esta tendo sorteio!!!

    bjinhus

    ResponderExcluir

Aqui é o seu espaço! Aproveite para comentar, falando o que gostou, o que não gostou ou simplesmente deixe um recadinho, ficarei muito feliz!
Beijos!

Instagram