Reta final

by - 23:12


Demorei muito para escrever sobre o fim de mais um semestre da faculdade (daqui a pouquinho minhas aulas recomeçam).

Ao final de cada semestre, escrevo um post contando a trajetória acadêmica (o blog começou com um postdesse tipo), porém ainda não havia tido tempo para escrever, mesmo estando de férias. Talvez seja porque eu ainda esteja tentando me recuperar, ainda estou respirando aliviada por tudo ter dado certo.

Como o título dessa postagem diz, estou na reta final do meu curso. Daqui a exatamente um ano, apenas um ano, estarei me formando, se Deus quiser. Agora tenho que focar na conclusão desse objetivo, desse meu primeiro passo, a conquista de um sonho.

Esse semestre (que graças a Deus teve um fim) foi, até agora, o mais difícil. Difícil não apenas pela complexidade das disciplinas e pelo dever de cumprir com as atividades, mas também pelos desafios a nós impostos. Nesse semestre tivemos que aprender (ou tentar) a lidar com os desafios da vida, além da sala de aula.
Tenho um professor que adora simular essas situações da vida, principalmente do mercado de trabalho. Um dos maiores desafios é aprender a lidar com pessoas diferentes e até mesmo com pessoas as quais somos obrigados a conviver. Essa foi a principal dificuldade do semestre. Fui líder dos trabalhos em grupo, grupo esse escolhido pelo professor, o que já se pode traduzir como confusão. O primeiro trabalho teve um resultado muito frustrante, se comparado ao esforço que tivemos (que eu tive em particular). Foi muito esforço pra chegar ao final e uma pessoa destruir tudo.
Fiquei muito abalada emocionalmente após essa decepção. Chorei, chorei muito (e pode acrescentar mais lágrimas). Acho que uma das coisas que mais fiz durante esse semestre foi chorar. Tive muitos momentos de desespero, que pode até parecer exagero, mas só de lembrar que passou, agora me sinto bem. Apesar de todas as dificuldades, incluindo a nova rotina, com o estágio, pude aprender muito nesse período enlouquecedor.

Os erros de liderança e de convivência me fizeram aprender lições valiosas. Depois de tanto choro, desespero e medo de errar mais uma vez, o segundo trabalho, contando com alguns membros diferentes no grupo, foi um sucesso. Ver o nosso grupo recebendo a única nota 10, foi como receber um troféu. Foi como ouvir: “Parabéns! Vocês lutaram, não desistiram, enfrentaram o medo de errar e aprenderam muito com isso!”. Resultado: chorei. Chorei mais uma vez, porque eu realmente fiquei emocionada com a minha conquista. Dessa vez o choro foi de alegria. Ver o grupo todo feliz, me deixou feliz e ciente de que o trabalho foi cumprido, além de nossas expectativas.

Fechamos o semestre com a realização de um Coaching com esse mesmo professor. Foram três dias incríveis de muita reflexão sobre as coisas da vida. Agora que já passou, só tenho a agradecer.

Ah, não posso me esquecer de somar a esse semestre a saudade da família. Por várias vezes, em um cantinho da minha casa, ali estava eu chorando. Fiquei 4 meses sem ir pra Ubatuba ( o maior espaço de tempo longe da família até agora). Só consegui ir pra Ubatuba no final de junho, após o grande acontecimento citado acima. Foi apenas um fim de semana, que obviamente passou muito rápido, mas que foi ótimo para que eu pudesse relaxar e esquecer um pouco de toda a correria e stress.

Na viagem pra Ubatuba, ouvindo músicas (a maioria, as mesmas de sempre), adivinhem o que fiz? Chorei. Foi algo incontrolável. No começo não conseguia entender o porquê do choro, mas depois fui percebendo que as músicas me faziam lembrar da trajetória desde o começo da minha vinda para Sorocaba. O choro era uma reflexão de que mais de dois anos já se passaram, desde quando resolvi mudar minha vida e colocar em prática todos os meus sonhos. Chorei lembrando do início, de quando eu resolvi correr atrás dos meus objetivos, e, principalmente, chorei por ver onde já cheguei. Refletir e ver aonde já consegui chegar, quanta coisa já alcancei, quanta coisa legal já vivi, aprendi, e ver as coisas que ainda estão por vir, é algo que realmente me deixou feliz e me fez chorar muito de alegria.

Depois de dois anos morando aqui em Sorocaba, finalmente minha mãe e minha irmã puderam me visitar nessas férias, o que me deixou muito feliz e foi mais um motivo pra sorrir.

Agora só me resta uma semaninha de férias, e já estou com um pouco de medo do que esse semestre tem reservado pra mim. De uma coisa eu tenho certeza: aprendi muito no semestre anterior e posso fazer muita coisa ser diferente nesse novo semestre.

Momento de descanso em Ubatuba



Até mais pessoal!

You May Also Like

0 comentários

Aqui é o seu espaço! Aproveite para comentar, falando o que gostou, o que não gostou ou simplesmente deixe um recadinho, ficarei muito feliz!
Beijos!

Instagram